True Blood – 7ª temporada – Ep. 9 – Love Is to Die

Chegamos ao penúltimo episódio de True Blood, e nada demais aconteceu novamente… Como fã de True Blood eu sinto/espero que o último episódio seja emocionante. Mas emocionante de verdade,...

Chegamos ao penúltimo episódio de True Blood, e nada demais aconteceu novamente…

Como fã de True Blood eu sinto/espero que o último episódio seja emocionante. Mas emocionante de verdade, a ponto de sentir aquele nó na garganta de desespero por saber que serão os 50 minutos finais de uma série que conquistou milhares de fãs no mundo. A grande verdade é que True Blood virou uma verdadeira novela que gira em torno de uma menina que não sabe com quem quer ficar, mas que no fundo sua alma pertence à um único homem que é imortal. Passamos sete temporadas sofrendo com os incansáveis gritos de Sookie e com suas irritantes atrapalhadas amorosas e aventuras nesta cidade onde vampiros, lobos, metamorfos e fadas tentam levar uma vida “normal”. Ok HBO, já podem parar de enrolar, façam uma season finale digna desse enredo que já se perdeu na quarta temporada, mas que mesmo assim, nós, fãs de verdade, ainda assistiremos na esperança de ver os principais personagens terem um final decente.

Vamos ao que rolou hoje em True Blood:

Sam, finalmente, foi embora de Bon Temps com Nicole para criar sua filha e viver feliz par sempre. Ele não só foi embora da cidade sem se despedir, como renunciou seu cargo de prefeito por meio de uma carta. Acho que depois de tudo o que rolou com Sam, sua saída da história ficou vaga, porém aceitável. A carta que ele deixa para Sookie é bem legal.

Pam está em perigo novamente e nós vamos esperar mais uma semana para saber como ela será salva.

Valendo as apostas: 1. Eric / 2. Eric / 3. Eric

Ginger finalmente consegue o que queria e tem a melhor cena de sexo de todas as temporadas!

Brigette se separa de Hoyt e vai dormir na casa de Jason. Após um lento diálogo repleto revelações pessoais zero interessantes, ela aparentemente conseguirá colocar um pouco de juízo na cabeça de Jason. No meio dessa enrolação de hoje, Jason relata à ela a história de Hoyt e Jessica de forma intensa.

O último episódio de True Blood se chamará “Thank You”, e agora começam as apostas para saber como que a HBO vai fechar essa série de forma grandiosa sem cagar na lentidão das cenas e diálogos que não agregam em nada à trama que todos os fãs esperam fervorosamente para se despedir.

No fim, o episódio de hoje foi profundamente decepcionante e mal aproveitado. A história de Sarah poderia ter sido resolvida hoje sem colocar a Pam em perigo novamente, resolvendo assim, consequentemente, a morte de Bill. E assim o último episódio ficaria apenas para os momentos finais de cada personagem e com as típicas cenas de “adeus”, “amizade”, “filhos”, “casamentos” e etc que toda novela tem. Não? Pirei? Bem, bora esperar mais uma semana…..agora, a última!

Ah, e a frase da noite de Pam foi: “Chore na minha jaqueta, e você terá que pagar por ela querida!”

Até domingo que vem!

Comente via Facebook!
Tatá Snow

“Crítica” de cinema – prefiro ‘analista de entretenimento’, fanática por comédias românticas e viciada em Sex and The City. Ah…#TeamCap

Categorias
Críticas

Ver também