Após anos, a CBS e Viacom estão novamente juntas em uma nova fusão chamada ViacomCBS com um grande acervo que inclui Jornada nas Estrelas e Transformers

Viacom anuncia fusão com a CBS criando a ViacomCBS

Após anos, a CBS e Viacom estão novamente juntas em uma nova fusão chamada ViacomCBS com um grande acervo que inclui Jornada nas Estrelas e Transformers...

Anunciada a ViacomCBS, fusão entre a Viacom e CBS

Não é  difícil entender por que as grandes corporações americanas estão buscando avidamente por novos negócios para aumentar as já largas fronteiras das suas posses. Após a compra da Fox pela Disney e a gigante das telecomunicações AT&T  engolir da Time-Warner por mais de 80 bilhões de dólares, a batalha para não ser o irmão caçula desse seleto grupo continua muito ativa nas terras de Tio Sam.

A mais recente novidade é a fusão entre a Viacom e a CBS, num valor de quase 12 bilhões de dólares, criando a nova companhia ViacomCBS, um grupo que tem uma liderança grande especialmente na televisão, tanto nos Estados Unidos como na Europa, América Latina e Asia. A CBS fazia parte da Viacom até 2006, quando foram obrigadas por questões legais a se separar.

Agora, com todas as cartas postas na mesa, o jogo foi não só oferecer  um bom dinheiro para selar a fusão entre as duas empresas, mas principalmente dar grandes garantias e dividendos para os acionistas das duas companhias após a fusão. A fusão transformou a agora conhecida ViacomCBS como um conglomerado de comunicação das áreas de cinema, televisão e editoração que tem uma receita de $28 bilhões.

Com isso, a nova empresa agrega a Rede CBS de TV e seu canal streaming CBS All Access, com o estúdio de cinema Paramount Pictures, além dos canais Showtime, MTV, Nickelodeon, BET e Comedy Central, além da editora Simon & Schuster. Para quem gosta de número, a fusão trará um catálogo cerca de 140 mil horas de programação de TV e 3.600 produções cinematográficas.

Curiosamente, o que a imprensa especializada comenta é que agora, duas das principais franquias da Paramount Television poderão alçar voos maiores, que é o caso de Jornada nas Estrelas e Missão: Impossível, ambas produzidas nos anos 60 pela produtora do casal Desi Arnaz e Lucille Ball. É bom lembrar que a ultima série produzida enquanto as duas empresas estavam juntas foi Jornada nas Estrelas – Enterprise, que terminou em 2005 um ano antes do fim da primeira fusão.

Segundo os principais executivos da nova empresa, essas duas franquias tem potencial para alavancar todas as plataformas que existem e venham a ser criadas pela ViacomCBS.

Como não existe mais a barreira do licenciamento, vai ficar muito mais fácil colocar novas produções na linha de montagem. Para esse ano, existe uma grande expectativa em relação à série Star Trek: Picard, trazendo Sir Patrick Stewart para repetir o papel que o consagrou na série Jornada nas Estrelas – A Nova Geração. Sem contar com a nova temporada de Discovery para o CBS All Access, o spinoff com Sonequa Martin-Green, as duas séries animadas e outros projetos que estão sendo desenvolvidos por Alex Kurztman, o roteirista e produtor responsável pela franquia dentro da ViacomCBS.

Outra franquia de sucesso, só que no Cinema, é Missão: Impossível. A série original foi criada por Bruce Keller em 1966 e ficou no ar até 1973, mostrando esse grupo secreto de agentes de uma ala mais sombria da CIA, que executava missões para derrubar governos, roubar segredos de estado, acabar com organizações criminosas, sem deixar pistas. A Paramount tentou trazer a série para os anos 80, encabeçada por Peter Graves da série original, mas não funcionou.

Quando Tom Cruise e o diretor Brian de Palma assinaram para adaptar a série para o cinema em 1996, o sucesso garantiu uma continuação, não tão boa com o diretor John Woo em 2000. Coube ao roteirista e produtor JJ Abrams, responsável pela série Alias – Codinome Perigo da ABC, a trazer para o século 21 o famoso IMF – Impossible Misson Force – Força Missão Impossível, no terceiro filme lançado em 2006.

O sucesso não passou despercebido pelo pessoal da Paramount que garantiu a Abrams outra franquia para ser “modernizada”, Jornada nas Estrelas. Foram três filmes que faturam mais de um bilhão de dólares e garantiu o surgimento de Star TRek: Discovery, nova série que chega à sua terceira temporada em 2020 para o CBS All Access e aqui no Brasil, pela Netflix.

O acervo da Paramount ainda tem a franquia Transformers que tem seus problemas, mas que não está descartada pela nova empresa. Bem como os contratos já firmados com a DreamWorks Animation, responsável por sucessos como  Shrek, Como Treinar Seu Dragão, Kung Fu Panda e Rango, primeira animação do estúdio que conquistou o Oscar da categoria.

Agora, enquanto se ajeitam nos novos escritórios, aguardam a partida daqueles que foram cortados por terem cargos e funções iguais, os novos projetos de cinema e televisão começam a ser postos nas mesas dos executivos. Um novo mercado está surgindo e ainda temos que esperar para saber como e quando ele chegaram para nós.

Comente via Facebook!
Categorias
BESTV

Ver também