Vikings – 2ª Temporada – 1º Episódio – Brother´s War

SHIELD WALL!! E assim, cobertos de sangue e prontos para enviar machados nas cabeças de seus inimigos, Vikings volta ao ar em uma segunda temporada. O primeiro episódio, Brother´s War...

SHIELD WALL!!

E assim, cobertos de sangue e prontos para enviar machados nas cabeças de seus inimigos, Vikings volta ao ar em uma segunda temporada. O primeiro episódio, Brother´s War começa apresentando as conseqüências da traição de Rollo. De um lado no campo de batalha, Ragnar, Floki e o rei Horik, do outro, Rollo. A cena de luta é longa, mas se resume rapidamente e todos os lados fazem as pazes, com a exceção dos irmãos.

vikings-history-channel

O que diferenciou Vikings das demais séries de época foi a necessidade de explorar um mundo e uma cultura pouco explorada e em muitos momentos, totalmente alienígena para nós. Este episódio decidiu colocar isso de lado para rapidamente expor uma série de eventos para estabelecer como a segunda temporada vai funcionar, e esta mistura resultou em grande momentos de televisão em alguns casos e piores momentos de Friends em outros.

De volta ao vilarejo, o destino de Rollo é rapidamente estabelecido (rápido mesmo), ele não será morto por sua traição e decide ir embora. Bjorn, o filho de Ragnar conta para sua mãe sobre o caso do pai com Aslaug. No momento mais Rachel e Ross da série, Ragnar faz as pazes com Lagertha… contudo que ele nunca mais veja Aslaug…

Aí ela aparece em Kattegat grávida e o episódio para rapidamente para fazer uma versão nórdica de Two and a Half Men.

A tensão escala, Ragnar propõe que elas topem ambas dividir o macho, mostrando que historicamente, esta nunca foi uma boa ideia de sugerir para sua esposa. Magoada, Lagertha se divorcia (sim, divórcio existia na sociedade Viking, assim como o casamento gay e pensão) e leva Bjorn junto. A cena é poderosa e mostra que Travis Fimmel sabe segurar o tranco na hora de atuar.

vikings

O episódio mostra muitos momentos interessantes mas no final, os produtores quiseram expor muita informação muito rapidamente deixando a narrativa muito corrida e um pouco confusa.

Momentos fortes:

– Rollo para seu irmão: “Eu queria sair de sua sombra, mas vi que não havia luz…”

– Aslaug é o equivalente Viking da Wanessa Camargo, como filha de Sigurd e Brumhilde, ela é o mais próximo de filha de famosos que o programa já teve.

– Floki está de volta! Hora de queimar mais coisas.

– O discurso de despedida de Ragnar para sua filha Gyda é de fazer qualquer um dar uma amarrada na garganta.

Momentos fracos:

– O mestre de leis no julgamento de Rollo: “Ele se comportou de forma interessante e inesperada”. Parece algo saído de Monty Python e o Cálice Sagrado.

– Sério, entre Aslaug aparecer grávida e os três sentarem na mesa tentando disfarçar o climão, só faltou a risada enlatada e o “Maaaaaaan” antes de ir para os comerciais.

– Athelstan mal aparece no episódio, e ele possui uma das melhores dinâmicas com Ragnar, seria interessante ele expor seu ponto de vista de cristão chocado sobre a ideia de poligamia.

Até a próxima!

Comente via Facebook!

Editor-chefe da Freakpop. Adora cinema, mas odeia a palavra cinéfilo. Leu quadrinhos demais na vida e tem uma capacidade muito limitada de entender a realidade. Tudo que não explica com Máquina Mortífera, explica com Highlander. Sabe tudo sobre Soul Reaver e Crônicas de Gelo e Fogo. Seu signo é estegossauro.

Categorias
Críticas

Ver também