Após a aquisição da Time Warner pela AT&T e transformação em WarnerMedia, o gigante de entretenimento chega na America Latina. Confira tudo sobre a migração

Após aquisição pela T&T, WarnerMedia se prepara para ingressar na América Latina

Após a aquisição da Time Warner pela AT&T e transformação em WarnerMedia, o gigante de entretenimento chega na America Latina. Confira tudo sobre a migração...

Poucas pessoas sabem que a chegada da HBO no Brasil e na América Latina só foi possível quando a Omnivisión Latinoamérica Entertainment (OLE), com sede na Venezuela, fechou uma parceira  com a HBO,  criando a HBO Ole Partners há cerca de pouco mais de 20 anos. Com essa iniciativa, a nova empresa de comunicação trouxe os sinais não só da HBO e seus canais Max e Cinemax, como também os canais Sony, Warner e A&E.

Mas a compra da Time-Warner pela gigante das telecomunicações AT&T, por 92 bilhões de dólares, fez a maré mudar nas operações fora dos EUA. A nova Companhia formada foi batizada de WarnerMedia, e um de seus primeiros planos para o consumidor Americano era montar seu próprio canal streaming, o HBOMax. É claro que mudar os rumos das operações em países latinos e o Brasil começou a  concretizar recentemente, quando a WarnerMedia anunciou a compra da Ole Com entre da joint-venture HBO Ole.

Quando a transação for concluída, a WarnerMedia será proprietária de 100% de todos os serviços HBO, MAX, Cinemax e HBO Go nos países de língua espanhola da América Latina e no Caribe. A estrutura acionária da HBO Brasil Partners, outra joint venture entre as empresas que opera a HBO no Brasil, não será afetada no momento. A WarnerMedia e a Ole Communications continuarão realizando a distribuição de canais básicos na América Latina.

Espera-se que a transação seja concluída após a obtenção das aprovações regulatórias pertinentes. Após a conclusão, a HBO Ole Partners ficará sob a responsabilidade de Gerhard Zeiler, Chief Revenue Officer da WarnerMedia e Presidente da WarnerMedia International Networks.

Estamos entusiasmados em deter toda a HBO Ole Partners, que opera uma das principais redes de televisão premium com base em assinaturas da região. A aquisição nos permitirá levar versões locais do nosso próximo serviço de streaming nos Estados Unidos, o HBO Max, para os consumidores dos países de língua espanhola da América Latina e no Caribe“, disse Zeiler. “Temos a opção de adquirir os negócios no Brasil, mas não faremos isso no momento. Como dissemos, investimento direto adicional no Brasil não é atualmente atrativo para nós devido à incerteza regulatória existente no país. Apoiamos e continuamos otimistas quanto aos esforços em andamento para alterar a lei do SeAC de sorte a garantir que o setor de mídia tenha uma estrutura regulatória clara e previsível que promova o investimento e a inovação“.

A WarnerMedia tem sido uma grande parceira na América Latina e estamos orgulhosos de termos construído juntos as redes da marca HBO na região“, disse Enrique Cusco, Presidente e CEO da Ole Communications. “Estamos satisfeitos por continuarmos com a distribuição de nosso grande portfólio de canais básicos no mercado, um portfólio que inclui o Warner Channel e os canais da A+E Networks Latin America, NBCUniversal International Networks Spanish Latin America e Sony Pictures Entertainment“.

A WarnerMedia e a Ole Communications trouxeram os serviços de programação da HBO para a região pela primeira vez quando fundaram a joint venture HBO Ole Partners em 1991 e lançaram um canal premium da marca HBO em espanhol no mesmo ano. Em 1994, um serviço em português foi lançado no Brasil, em parceria com a Abril Video, que durou até 2000.

Não se engane, porém, que essa transação não mira a atual situação política pala qual vem passando a Venezuela, onde ficava a sede da HBO Ole. O primeiro sinal de que alguma coisa não andava certo foi na tentativa de golpe contra o governo Hugo Chavez em 2002, o que obrigou os executivos da empresa a ficarem em casa durante várias semanas até que a situação se normalizasse. Nos bastidores, a HBO para evitar um impasse de trabalho, a empresa começou a fortalecer sua sede em Miami, centro das principais decisões para a AL e Brasil.

Agora, com a compra integral das operações para a América Latina e Brasil, a Warner Media poderá expandir seus negócios de uma forma mais direta e focada nesses mercados. Isso significa na prática que o novo serviço streaming que será lançado em 2020, HBOMax, no território americano, poderá atravessar o Atlantico mais cedo do que se espera.

A WarnerMedia tem um conteúdo diversificado, registrado através de suas marcas conhecidas como HBO, HBO Now, HBO Max, Warner Bros., TNT, TBS, truTV, CNN, DC Entertainment, New Line, Cartoon Network, Adult Swim, Turner Classic Movies e outros. Já a  Ole Communications é uma empresa internacional multimídia e pioneira no setor latino-americano de televisão paga e que tem várias operações conjuntas com A+E Networks Latin America, NBCUniversal International Networks Spanish Latin America, HBO Brasil Partners, IVC Networks e PlayGround Americas. Através de suas afiliadas, a empresa distribui as principais marcas de televisão paga na América Latina, como A&E, AXN, History, H2, IVC, Lifetime, E! Entertainment, Studio Universal, Sony Channel, SyFy, Telemundo Internacional, Universal TV e Warner Channel.

Agora, é ficar atento para saber quando a WarnerMedia irá trazer para o Brasil o seu canal streaming HBOMax.

Comente via Facebook!
Categorias
Show Business

Ver também